Ações

Centro de Mídias da Juventude

A partir do diálogo com os grupos culturais e movimentos juvenis de Belo Horizonte, a AIC criou, em 2008, o Centro de Mídias da Juventude (CMJ), considerado Ponto de Cultura pelo Ministério da Cultura.

A partir do livre acesso às tecnologias da informação e da comunicação (TIC´s) e processos formativos, o CMJ deu suporte a atividades de produção de mídias comunitárias propostas pelas juventudes de Belo Horizonte. O projeto agregou diversas iniciativas de produção midiática realizada por jovens, promovendo a inclusão de suas causas no espaço público.

O CMJ encontra-se hoje inativo, mas seus princípios reverberam até os dias de hoje em outras iniciativas da AIC, criando condições para que a comunicação seja incorporada pelas comunidades em seus processos de mobilização social, tornando-se, efetivamente, ferramenta importante de transformação social.