Discutir as possibilidades e potências da gestão escolar a partir do protagonismo juvenil foi a proposta desse projeto, que contou com a participação de alunos representantes da rede estadual de ensino de três regiões brasileiras: Centro-Oeste (Goiás), Norte (Ceará, Pará e Tocantins) e Sudeste (Espírito Santo). Com esse objetivo, foram realizadas rodas de conversa e oficinas de comunicação para a produção de publicações independentes sobre o assunto com 450 estudantes, em 2016.

Como o próprio nome indica, o projeto se orientou metodologicamente por ferramentas de diálogo, que possibilitaram discussões diagnósticas sobre o ambiente escolar dos estudantes envolvidos. Além disso, o fomento ao protagonismo juvenil, à participação discente e à gestão democrática foram alguns dos norteadores do processo, aliados a práticas de educomunicação.

público

Participaram das ações formativas do projeto 450 estudantes representantes de escolas da rede pública de ensino dos estados do Pará, Ceará e Tocantins, da região Norte, Espírito Santo, no Sudeste, e Goiás, no Centro-Oeste. Levando em conta o potencial multiplicador dos participantes em seus ambientes escolares, estima-se um alcance de mais de quatro mil pessoas.

AÇÕES REALIZADAS

Confira a seguir as principais ações empreendidas.

Oficinas de publicação independente

Oficinas de educomunicação que, por meio da produção de publicações independentes, abordaram a participação juvenil no ambiente escolar.

Rodas de conversa sobre gestão e ambiente escolar

Conversas-diagnóstico sobre a gestão escolar e a participação juvenil, as quais subsidiaram a produção das publicações.

parcerias do projeto

Instituto Unibanco

galeria

produções