Para realizar a missão de promover o desenvolvimento humano e a cidadania plena, a AIC está em constante movimento de invenção e reinvenção. É assim que, em 2022, alguns projetos recém-saídos do forno se propõem a explorar algumas das múltiplas possibilidades de ação cidadã. 

São iniciativas no Vale do Jequitinhonha, na Serra do Caraça, no Morro das Pedras, em Belo Horizonte, e em vários outros territórios. Elas vão do fomento a redes juvenis até o apoio à escrita de projetos para editais – sempre, é claro, com respeito às especificidades de cada localidade.  

Contamos aqui um pouquinho sobre cada um desses projetos: 

Cidadania Criativa no Morro das Pedras 

O projeto busca fortalecer e ampliar as redes de protagonismo juvenil no Aglomerado Morro das Pedras, em BH, por meio criação de um grupo de 20 jovens multiplicadores do território, que participarão do Programa de Formação de Agentes Juvenis do Desenvolvimento Local. 

A partir da formação, um circuito de atividades de mobilização social e cultural será criado e executado colaborativamente pelos jovens. A ideia é fomentar o desenvolvimento local por meio do protagonismo juvenil. 

O projeto tem patrocínio da Eletrobras Furnas. 

Rede de Patrimônio Criativo e Colaborativo 

Fomentar o conhecimento e o interesse pelas manifestações culturais locais, e, ao mesmo tempo, contribuir com o mapeamento e registro da memória e com a valorização e difusão do patrimônio cultural imaterial de Minas Gerais. Estes são os objetivos da formação oferecida pelo projeto a 120 jovens moradores de 8 cidades do interior de Minas Gerais: Barão de Cocais, Catas Altas, Santa Bárbara, Rio Piracicaba, Pedra Azul, Araçuaí, Itinga e Rubim. 

O percurso formativo passa pelos conceitos de cultura e identidade cultural, pelo (re)conhecimento sobre a importância e riqueza do patrimônio imaterial local e pela experimentação de produção em Tecnologias da Comunicação e Informação – em especial, o audiovisual, as artes gráficas, a fotografia, o rádio e a produção de conteúdo.  

O projeto conta com patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio de recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura. 

Fortalecer Nós 

Os municípios de Cubatão (SP), Igarapé, Itaúna e Ipatinga (MG) recebem esta frente de ação da Rede de Patrimônio Criativo e Colaborativo. A proposta é formar agentes culturais comunitários para que atuem como protagonistas de ações de diagnóstico e difusão do patrimônio cultural e desenvolvam habilidades voltadas à mobilização de recursos e elaboração de projetos. Com isso, o projeto busca fortalecer e gerar perspectivas de sustentabilidade para 24 grupos e entidades culturais locais. 

As atividades presenciais e à distância contemplam sensibilização e levantamento de narrativas sobre o patrimônio das localidades, apresentação de estratégias de sustentabilidade e elaboração de projetos para submissão a editais. 

Esta frente de ação é patrocinada pela Usiminas, nos municípios de Cubatão e Ipatinga, e pela Mineração Usiminas, em Igarapé e Itaúna, com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura e apoio do Instituto Usiminas. 

Rede de Cultura e Protagonismo Juvenil

Voltado ao fortalecimento do patrimônio imaterial e das identidades culturais locais e inaugurado em 2019 em Paracatu, no noroeste mineiro, o projeto ganha agora uma nova edição, organizada em duas frentes. Além de Paracatu, a iniciativa desembarca também em Igarapé e Itatiaiuçu, na região metropolitana de BH. 

Rede de Cultura e Protagonismo Juvenil de Igarapé e Itatiaiuçu (MG) 

A fim de fortalecer e valorizar a cultural local nos municípios, o projeto formará dez jovens, estudantes do ensino médio, para que atuem como agentes de promoção do desenvolvimento local, da arte e da cultura nas comunidades onde vivem.  

A partir da formação, o grupo irá mapear iniciativas culturais dos municípios, resultando na construção colaborativa de um guia cultural e de uma campanha de comunicação, e na produção e realização de um evento final de culminância, reunindo diversas manifestações artísticas e culturais, com ênfase nas culturas e linguagens juvenis. 

O projeto é patrocinado pela Mineração Usiminas, por meio de recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura e com apoio do Instituto Usiminas. 

Rede de Cultura e Protagonismo Juvenil de Paracatu (MG) 

Após a primeira fase do projeto no município, nesta nova etapa será implantado um núcleo de fortalecimento do patrimônio cultural de Paracatu, tendo à frente agentes culturais juvenis.  

Para isso, foram selecionados cinco jovens moradores locais, estudantes ou egressos de escolas públicas, que participam ou demonstraram interesse em grupos ou manifestações culturais da cidade. O grupo participará de oficinas promovidas pelo projeto, replicadas para cinco iniciativas da cultura local a fim de fortalecer sua atuação. Também serão produzidas, conjuntamente, atividades de mobilização comunitária e campanhas de comunicação.   

O projeto é patrocinado pela Kinross, por meio de recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura. 

Quer saber mais sobre nossos projetos? Acesse aqui os portfólios institucionais da AIC!